Balas & Bolinhos - O Último Capítulo



Balas & Bolinhos - O Último Capítulo

Realizador: Luis Ismael
Ano: 2012
Género: Acção, Aventura e Comédia.

Imdb
Trailer
Site Oficial



Quando apareceu o anúncio do terceiro filme deste, será que poderei dizer, franchise, fiquei algo nervoso. Balas & Bolinhos tinha-me marcado como poucos filmes conseguiram fazer (ainda hoje sou capaz de recitar parte do monologo do Rato durante o assalto) mas Balas & Bolinhos - O Regresso foi para mim uma desilusão tão grande (até adormeci a meio) que fiquei com receio de que este terceiro filme matasse de vez todo o fascínio que tinha. Mesmo assim, havia algo em mim que queria acreditar e com o passar do tempo fui deixando o cepticismo de lado e comecei a ficar novamente excitado com a hipótese de rever Tone, Rato, Culatra e Bino.

A história deste terceiro filme é bastante simples.
O grupo desta vez vê-se envolvido numa intriga internacional enquanto, cada um à sua maneira, tenta lucrar com a situação.

Nada de novo ou de revolucionário, mas a grande mais valia nunca foi os seus enredos, mas sim a interacção entre os quatro protagonistas e nesse ponto o filme está bastante forte e não sofre do mal de se repetir.

Nota-se no filme as influências do realizador noutras obras de cinema, tanto em termos de estrutura de cenas como nas próprias cenas, existindo cenas conhecidas de outros filmes.

A linguagem do filme continua igual às outras obras, por isso esperem muitas asneiras e calão. Uma evolução é a adição das chamadas one-liners que durante o filme puxou muitas gargalhadas.

Outra evolução em relação aos outros filmes, pelo menos em relação ao primeiro porque não me lembro assim tão bem do segundo, é a inclusão de uma vertente de acção que por estranho que possa parecer está bastante competente, tendo em consideração o tipo de filme e orçamento do mesmo.

O único ponto negativo no filme é a sua duração. Com cerca de 2 horas, existem partes do filme que podiam ser retiradas, evitando assim a perda de concentração por parte dos espectadores.

Relativamente aos actores, e passando ao lado dos cameos e das outras participações (um dos actores participou noutro pequeno filme desconhecido chamado Snatch), o enface deve ser todo dado aos quatro protagonistas e desse conjunto o que sobressaí é o actor Jorge Neto e a sua personagem Rato. Talvez por a sua personagem estar mais bem escrita ou por causa do actor ou até ambos, a verdade é que esse personagem rouba todas as cenas onde está presente.
Quanto aos outros três, claramente o elo mais fraco continua a ser a personagem do Bino que não sofre uma grande evolução em relação aos outros filmes.

Terminando, esta última obra é um grande filme? Não. É um mau filme? Também não. Tem piadas brejeiras? Tem!
Balas & Bolinhos - O Último Capítulo é aquele género de filme que tinha tudo para falhar, mas não falha. Não sei se é pelo ar meio amador que o filme ainda parece conter, se é pelo ar que os actores estão realmente a divertir-se, simplesmente não consigo explicar.
A única coisa que sei é que à algum tempo que não via uma sala de cinema com os espectadores a dar gargalhadas durante boa parte do filme e na saída a comentarem e a imitarem o que acabaram de ver.
Imperdível para os fãs das outras obras e também para todos os restantes (é um filme português que não deve nada a muitas, leia-se grande maioria, das comédias de Hollywood feitas actualmente e se isso não é suficiente não se esqueçam que é a primeira trilogia do cinema português).

P.S.: Fiquem até ao fim dos créditos!


Pontos fortes:
  • Ver novamente o grupo;
  • Cameos e participações de famosos;
  • Regresso de Octávio Matos aos filmes.

Pontos fracos:
  • Filme demasiado longo.
Posters: